Waltercio Caldas


W.Caldas Desenho 2013 36,5 x 51 x 3 cm - foto Jaime Acioli

WALTERCIO CALDAS
SEM TÍTULO, 2013
TINTA ACRÍLICA E COLAGEM SOBRE CARTÃO
50 X 65 C 8,5 CM

information about this work informações sobre esta obra
Waltercio Caldas - Copo , 2013

Waltercio Caldas
Copo, 2013
Escultura – aço inoxidável e pintura
20 x 93 x 43 cm

information about this work informações sobre esta obra
Waltercio Caldas - Quebra, 2013

Waltercio Caldas
Quebra, 2013
Escultura – aço inoxidável polido
Ed. 20
12 x 62 x 20 cm

information about this work informações sobre esta obra
Waltercio Caldas - Sem título, 2011

Waltercio Caldas
Sem título, 2011
Desenho – tinta acrílica, resina e colagem sobre cartão
86,4 x 75,0 x 8,5 cm

information about this work informações sobre esta obra
Waltercio Caldas - Espelho C, 2005

Waltercio Caldas
Espelho C, 2005
Escultura – aço inoxidável
200 (altura) x 280 x 270 cm

information about this work informações sobre esta obra
Waltercio Caldas - Sem título, 2012

Waltercio Caldas
Sem título, 2012
Escultura – aço e camurça
30 x 120 x 40 cm

information about this work informações sobre esta obra

Waltercio Caldas, 1946, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Vive e trabalha no Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Sua obra caminha na contramão do mundo espetacular e barulhento em que vivemos. Aliando uma fina inteligência formal e jogos provocativos e por vezes bem humorados para o olhar, Waltercio Caldas gera interrogações sutis para cada espectador, nos ensinando a ver para além do que hábito nos ensina. O artista estudou no Museu de Arte Moderna com Ivan Serpa, ainda nos anos 1960. Nos anos 1970, editou a revista Malasartes e lecionou artes e percepção visual no Instituto Villa-Lobos. Começou a expor em 1973. Nessa mesma década, fez exposições individuais nos principais museus do Rio de Janeiro e de São Paulo. É hoje considerado um dos artistas brasileiros de maior renome internacional, tendo exposto em diversos países: Kanaal Art Foundation (Kortrijk, Bélgica, 1991); Stedelijk Museum (Schiedam, Holanda, 1992) e Documenta 9 de Kassel (Alemanha, 1992); Centre d’Art Contemporain (Genebra, Suíça, 1993). Participou da exposição ‘Latin American artists of the twentieth century’ no Museum of Modern Art (MoMA) em Nova York, 1993. Foi convidado para as Bienais de São Paulo em 1983, 1987 e 1996. Representou o Brasil na Bienal de Veneza de 1997. Seus trabalhos estão nos acervos dos principais museus do mundo como o MoMA ou ainda a Neue Galerie (Kassel) e museus brasileiros como os Museus de Arte Moderna de São Paulo e Rio de Janeiro. Suas esculturas em espaços públicos podem ser vistas em Leirfjord (Noruega), Paseo de las Américas em Punta del Este (Uruguay) ou ainda na Avenida Beira Mar, no Rio de Janeiro. Sua produção é analisada em diversos livros como, por exemplo, Aparelhos, com ensaio de Ronaldo Brito (1976), e Waltercio Caldas, com texto de Paulo Sergio Duarte editado pela Cosac Naify (2001). Waltercio é também autor de livros como Manual da Ciência Popular (1982), Velásquez (1996) e Notas, ( ) etc (2006) e dirigiu o vídeo Rio (1996). Em 2007, por convite de Robert Storr, curador geral da 52ª Bienal Internacional de Arte de Veneza, cria especialmente um ambiente chamado Half Mirror Sharp, instalado no Pavilhão Itália. Em 2008 a Fundação Calouste Gulbenkian em Portugal e o Centro Galego de Arte Contemporanea apresentaram duas importantes exposições do artista. Em 2009-2010 o Museu da Vale apresenta Salas e abismos, mostra individual composta por 9 instalações, cujo catálogo é lançado em 2010 pela editora Cosac Naify.

Currículo completo

Waltercio Caldas, 1946, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Vive e trabalha [lives and works in] no Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

exposições individuais / solo exhibitions
2013 Waltercio Caldas: O Ar Mais Próximo e Outras Matérias. Pinacoteca de São Paulo, São Paulo, Brasil.
2010 Salas e Abismos. Museu da Vale, Vila Velha, Brasil.
2009 Esculturas. Galerie Grita Insam, Viena, Áustria.
Scultures et Desins. Galerie Denise René, Paris, França.
Salas e Abismos. Museu Vale, Vila Velha, Brasil.
2008 Horizontes. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.
Máis Lugares. Centro Galego de Arte Contemporánea, Santiago de Compostela, Espanha.
2007 Galeria Elvira Gonzalez. Madri, Espanha.
Galeria Artur Fidalgo, Rio de Janeiro, Brasil.
2006 Waltercio Caldas, Frases Sólidas. CEUMA. Centro Universitário Maria Antonia, São Paulo, Brasil.
2005 Waltercio Caldas. Galeria Denise René, Paris, França.
The Black Series. Christopher Grimes Gallery, Los Angeles, EUA.
2004 Esculturas e Desenhos. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
2003 Waltercio Caldas: desenhos. Artur Fidalgo Escritório de Arte, Rio de Janeiro, Brasil.
2002 Livros. Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil.
Livros. Pinacoteca do Estado, São Paulo, Brasil.
2001 Retrospectiva 1985/2000. Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil.
Retrospectiva 1985/2000. Centro Cultural Banco do Brasil, Brasília, Brasil.
Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
2000 Livros. Museu da Pampulha, Belo Horizonte, Brasil.
Esculturas. Galeria Celma Albuquerque, Belo Horizonte, Brasil.
Uma Sala para Velásquez. Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, Brasil.
Galeria Laura Marsiaj, Rio de Janeiro, Brasil.
1999 Sculptures. Christopher Grimes Gallery, Santa Monica, EUA.
Livros. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Livros. Casa da Imagem, Curitiba, Brasil.
1998 Mar Nunca Nome. Centro Cultural Light, Rio de Janeiro, Brasil.
Sculpture. Galerie Lelong, Nova York, EUA.
Esculturas. Galeria Paulo Fernandes, Rio de Janeiro, Brasil.
1997 New sculptures. Quintana Gallery, Miami, EUA.
Esculturas. Galeria Javier Lopes, Madri, Espanha.
1996 Anotações 1969/1996. Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil.
A História da Pedra. Museu da Chácara do Céu, Rio de Janeiro, Brasil.
1995 Esculturas e Desenhos. Joel Edelstein Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, Brasil.
Sculptures. Centre D’Art Contemporain, Genebra, Suíça.
1994 Esculturas. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
1993 O ar mais próximo. Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, Brasil.
1992 Sculpturen en Tekeningen. Stedelijk Museum, Schiedam, Holanda.
1991 Esculturas e desenhos. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
Sculpturen en Tekeningen. Kanaal Art Foudation, Kortrijk, Bélgica.
1990 Desenhos. Galeria de Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, Brasil.
Lekeningen. Pulitzer Art Gallery, Amsterdam, Holanda.
1989 Esculturas. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
1988 Esculturas. Funarte, Galeria Sérgio Milliet, Rio de Janeiro, Brasil.
Quatros Esculturas em Curva. Galeria Paulo Klabin, Rio de Janeiro, Brasil.
1986 Esculturas. Galeria Paulo Klabin, Rio de Janeiro, Brasil.
Esculturas. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
1984 Esculturas. Galeria GB Arte, Rio de Janeiro, Brasil.
1983 Instalação. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
1982 Esculturas. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
Instalação. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.
1980 Aparelhos. Galeria Luisa Strina, São Paulo, Brasil.
1979 Ping-Ping. Galeria Saramenha, Rio de Janeiro, Brasil.
Zero É Um. Projeto ABC/Funarte, Rio de Janeiro, Brasil.
1976 Objetos e desenhos. Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, Brasil.
1975 A Natureza dos Jogos. Museu de Arte de São Paulo, Brasil.
Esculturas e desenhos. Galeria Luisa Strina, São Paulo, Brasil.
1974 Narrativas. Galeria Luiz Buarque de Hollanda & Paulo Bittencourt, Rio de Janeiro, Brasil.
1973 Objetos e desenhos. Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, Brasil.

exposições coletivas / group exhibitions
2009 Weltanschauung – Visione del mondo. Art Fórum Wurth Capena, Roma, Itália.
Dentro do traço, mesmo. Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre, Brasil.
Matisse hoje / aujourd’hui. Pinacoteca do Estado de São Paulo Brasil.
Obranome II. Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro, Brasil.
Olhar da Critica (arte premiada da ABCA e o acervo artístico dos palácios). Palácio dos Bandeirantes, São Paulo, Brasil.
2008 Correspondences – Contemporary Art from the Colección Patrícia Cisneros. Wheaton, Norton Massachusetts, EUA.
Face to face. The Daros Collections, Zurique, Suiça.
Lines, Grides, Stains, Works. Museu de Arte Contemporânea de Serralves, Porto, Portugal.
Lines, Grides, Stains, Works. Museum Wiesbaden, Alemanha.
Estados de Imagem. Museo Victor Meirelles, Florianópolis, Brasil.
Sculpture. Galerie Denise René, Paris, França.
Luz, cor e movimento. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
Entre o plano e o espaço. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
2007 Half mirror sharp. 52ª Bienal Internacional de Veneza, Itália.
The Hours: Visual Art of Contemporary Latin America. Museu de Arte Contemporânea de Sidney, Austrália.
Transparências. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
Olhar Seletivo. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
2005 Experiências na Fronteira. Artistas do Gabinete de Arte Raquel Arnaud na 5ª Bienal do Mercosul. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
5a Bienal do Mercosul, Porto Alegre, Brasil.
Colección Cisneros, Museu Nacional de Belas Artes, Santiago do Chile, Chile.
Darus Collection, The Irish Museum. Irlanda.
2004 Beyond Geometry. Experiments in Form, 1940 – 70’s. Los Angeles County Museum of Art and Miami Art Museum, EUA.
The Nearest Air (City Light Award). Bienal da Coréia. Coréia.
Latin American and Caribean Art. Moma at El Museo, Nova York, EUA.
The L.A. Years. Christopher Grimes Gallery, Los Angeles, EUA.
2002 The Cisneros Collection. Museum of Modern Art, Nova York, EUA.
Transit. Latin American Art. University of Essex, Reino Unido.
2001 A Trajetória da Luz na Arte Brasileira. Instituto Itaú Cultural, São Paulo, Brasil.
Contemporary Art From Brasil – Experience / Experiência. Museum of Modern Art, Oxford, Inglaterra.
Minimalism Past and Presence. Galerie Lelong, Nova York, EUA.
2000 Brasil 500 Anos Artes Visuais. Fundação Bienal São Paulo, São Paulo, Brasil.
Técnica mista sobre papel. Galeria Thomas Chon, São Paulo, Brasil.
Projeto de Aquisição e Coleção de Obras. Museu da Gravura da Cidade de Curitiba, Brasil.
Novas Aquisições Coleção Gilberto Chateaubriand. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Global Conceptualism: Poits of Origin 1950’s-1980’s. Miami Art Museum, EUA.
Leituras construtivas. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
8 artistas. Silvia Cintra Galeria de Arte, Rio de Janeiro, Brasil.
Entre a arte e o design. Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil.
Icon + Grid + Void / Art of the Americas from The Chase Manhattan Collection. The Americas Society, Nova York, EUA.
IBEU / Sessenta anos de arte. Galeria IBEU, Rio de Janeiro, Brasil.
Uma história da pele / XII Mostra de Gravura da Cidade de Curitiba. Solar do Barão, Curitiba, Brasil.
Século XX: Arte do Brasil. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal.
1999 Porque Duchamp?. Paço da Artes, São Paulo, Brasil.
Amnesia. The Contemporary Arts Center, Cincinnati, Ohio, EUA e Biblioteca Luis Ángel Arango, Bogotá, Colômbia.
Aquisições Recentes. Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil.
Global conceptualism: points of origin 1950’s – 1980’s. Queens Museum of Art, Nova York e Walker Art Center, Minneapolis, EUA.
O objeto anos 60-90 cotidiano / arte. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e Instituto Cultural Itaú, São Paulo, Brasil.
Domestic Pleasures. Galerie Lelong, Nova York, EUA.
Ausência. Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil.
Impressões contemporâneas. Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil.
Waltercio Caldas, Cildo Meireles, Mira Schendel, Tunga. Christopher Grimes Gallery, Santa Monica, EUA.
Mostra Rio Gravura. Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil.
Re-Aligning Vision. Miami Art Museum, Miami, EUA.
1998 Amnesia. Galeria Track 16 e Christopher Grimes Gallery, Santa Monica, EUA.
Um Olhar Brasileiro. Haus der Kulturen der Welt, Berlim, Alemanha.
1997 A Série Veneza. 47a Bienal de Veneza, Itália.
Re-Aligning Vision. El Museo del Barrio, Nova York, EUA.
1996 Esculturas. 23a Bienal Internacional de São Paulo, Brasil.
1995 Brasil in New York. Galerie Lelong, Nova York, EUA.
Desafios Contemporâneos. Galeria PA Objetos de Arte, Rio de Janeiro, Brasil.
Dinheiro, Diversão e Arte. Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil.
11a Mostra de Gravura da Cidade de Curitiba, Brasil.
Drawing on Chance. Museum of Modern Art of Nova York, EUA.
1994 Brasil Século XX. Fundação Bienal de São Paulo, Brasil.
Arte com a Palavra. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Weltanschauung. Goethe Institute, Turin, Itália.
Entretexto. Universidade Federal Fluminense, Niterói, Brasil.
Livro-Objeto. A Fronteira dos Vazios. Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil.
Precisão. Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil.
Global Climate. Ludwig Forum für Internationale Kunst, Aachen, Alemanha.
Trincheiras. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Gravura Brasileira. Galeria GB Arte, Rio de Janeiro, Brasil.
Arte Cidade. Projeto da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, Brasil.
A Espessura do Signo. Karmeliter Kloster, Frankfurt, Alemanha.
Mapping. Museum of Modern Art, Nova York, EUA.
1993 Klima Global. Staatliche Kunsthalle, Colônia, Alemanha.
Latinamerikanische Kunst im 20. Jahrhundert. Josef Hanbrich Kunsthalle, Colonia, Alemanha.
Latin American Artists of the Twentieth Century. Museum of Modern Art, Nova York, EUA.
Gravuras. Espaço Namour, São Paulo, Brasil.
Two works. John Gibson Gallery, Nova York, EUA.
Poética. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
Desenho Moderno no Brasil. Galeria do SESI, São Paulo, Brasil.
Brasil: Segni d’Arte. Fundecione Stanpalia, Veneza, Itália.
Brasil: Segni d’Arte. Biblioteca Nazionale, Milão, Itália.
Brasil: Segni d’Arte. Biblioteca Nazionale, Florença, Itália.
Brasil: Segni d’Arte. Palasso Pamphili, Roma, Itália.
Out of Place. Vancouver Art Gallery, Canadá.
L’ordre des choses. Domaine de Kerguehennac, França.
A Presença do Ready-Made 80 anos. Museu de Arte Contemporânea, São Paulo, Brasil.
Arte Erótica. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Um Olhar sobre Joseph Beuys. Museu de Arte de Brasília, Brasil.
Emblemas do Corpo. Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil.
Brasil 100 anos de Arte Moderna. Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, Brasil.
1992 Klima Global – Arte Amazonas. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Artistas Latinoamericanos del Siglo Veinte. Plaza de Armas, Sevilha, Espanha.
Klima Global – Arte Amazonas. Museu de Arte de Brasília, Brasil.
Quatro Artistas na Documenta. Museu da República, Rio de Janeiro, Brasil.
Art Contemporain de L’Amérique Latine. Hôtel des Arts, Paris, França.
Artistas na Documenta. Museu de Arte de São Paulo, Brasil.
Brazilian Contemporary Art. Galeria do IBAC, Rio de Janeiro, Brasil.
Coleção Chateaubriand anos 60 e 70. Galeria de Arte do SESI, São Paulo, Brasil.
Exposição Internacional de Gravuras. Curitiba, Brasil.
Raum für den nächsten Augenblick. 9a Documenta, Kassel, Alemanha.
América. Koninklijk Musée Voor Schone Kunsten, Antuérpia, Bélgica.
1991 Imagem sobre Imagem. Espaço Cultural Sérgio Porto/RIOARTE, Rio de Janeiro, Brasil.
Festival de Inverno. Centro Cultural da Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil.
II Exposição Internacional de Esculturas Efêmeras. Fortaleza, Brasil.
O Clássico no Contemporâneo. Paço das Artes, São Paulo, Brasil.
América. Koninkjik Museum Voor Shone Kunsten, Antuérpia, Bélgica.
1990 Transcontinental. Ikon Gallery, Birmingham, Inglaterra.
Panorama do Desenho. Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil.
Transcontinental. Cornerhouse Gallery, Manchester, Inglaterra.
A Cor na Arte Brasileira. Paço das Artes, São Paulo, Brasil.
Art Los Angeles 1990. Los Angeles, EUA.
1989 Rio Hoje. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Caminhos. Rio Design Center, Rio de Janeiro, Brasil.
Nossos Anos 80. Galeria GB Arte, Casa de Cultura Laura Alvim, Rio de Janeiro, Brasil.
Desenho, Uma Geração. Galeria Graffiti, Bauru, Brasil.
10 Escultores. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
Arte em Jornal. 20a Bienal Internacional de São Paulo, Brasil.
1988 Expressão e Conceito Anos 70. Galeria Gilberto Chateaubriand, Rio de Janeiro, Brasil.
Modernidade. Museu de Arte São Paulo, Brasil.
Arte Hoje 88. Ribeirão Preto, Brasil.
Papel no Espaço. Galeria Aktuell, Rio de Janeiro, Brasil.
1987 Arte e Palavra. Fórum de Ciência e Cultura, Rio de Janeiro, Brasil.
A Ousadia da Forma. Shopping da Gávea, Rio de Janeiro, Brasil.
Imaginários Singulares. 19a Bienal Internacional de São Paulo, Brasil.
Elementos do Reducionismo no Brasil. 19a Bienal Internacional de São Paulo, Brasil.
Arte Imágica. Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, Brasil.
Modernidade. Musée d´Art Moderne de la Ville de Paris, França.
1985 Panorama da Arte Brasileira. Formas Tridimensionais. Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil.
A Nova Dimensão do Objeto. Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, Brasil.
Coleção Knijnik. Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Brasil.
Galeria Montessanti, Rio de Janeiro, Brasil.
Petite Galerie, Rio de Janeiro, Brasil.
12 Anos. Galeria Luisa Strina, São Paulo, Brasil.
Coleção Denison. Museu de Arte de São Paulo, Brasil.
1984 Universidade Católica do Rio de Janeiro, Brasil.
Abstract Attitudes. Center for Inter-American Relations, Nova York, EUA.
Arte Brasileira Atual. Universidade Federal Fluminense, Niteroi, Brasil.
Abstract Attitudes. Rhode Island Museum of Art, Providence, EUA.
I Bienal de Havana, Cuba.
Tradição e Ruptura. Museu de Arte de São Paulo, Brasil.
Do Moderno ao Contemporâneo. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Retrato e Auto-Retrato da Arte Brasileira, Coleção Gilberto Chateaubriand. Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil.
Artistas Contemporâneos Brasileiros. Galeria São Paulo, Brasil.
Artistas Brasileiros. Museu de Arte de São Paulo; Fundação Bienal de São Paulo, Brasil.
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal.
1983 3.000m2. Galpão Rioarte, Rio de Janeiro, Brasil.
A Velocidade. Sala especial na 17ª Bienal Internacional de São Paulo, Brasil.
Imaginar o Presente. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
1982 International Sculptors Meeting. Punta del Este, Uruguai.
Do Moderno ao Contemporâneo. Coleção Gilberto Chateaubriand. Fundação Calouste Gubelkian, Lisboa, Portugal.
1981 Do Moderno ao Contemporâneo. Coleção Gilberto Chateaubriand. Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, Brasil.
Artista Contemporâneos Brasileiros. Galeria São Paulo, São Paulo, Brasil.
Arte e Pesquisa. Museu de Arte Contemporânea de São Paulo e Fundação Bienal de São Paulo, Brasil.
1977 Arte Brasileira – os anos 60-70. Coleção Gilberto Chateaubriand. Casarão de João Alfredo, Recife e Fundação Cultural do Distrito Federal, Brasília, Brasil.
1976 Arte Brasileira – os anos 60-70. Coleção Gilberto Chateaubriand. Museu de Arte da Bahia, Salvador, Brasil.
Raízes e Atualidades. Coleção Gilberto Chateaubriand. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.
1975 Panorama do Desenho Brasileiro. Museu de Arte Contemporânea de Campinas, São Paulo, Brasil.
Novas Aquisições. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Art Graphique Brésilien. Musée Galiera, Paris, França.
1974 Desenhistas Brasileiros. Galeria Maison de France, Rio de Janeiro, Brasil.
Arte Gráfico Brasileño Hoy. Dirreción General de Bellas Artes, Barcelona, Espanha.
1973 Vanguarda Internacional. Galeria IBEU, Rio de Janeiro, Brasil.
O Rosto e a Obra. Galeria Grupo B, Rio de Janeiro, Brasil.
Indagação sobre a natureza, significado e função da obra de arte. Galeria IBEU, Rio de Janeiro, Brasil.
1972 Exposição Vergara. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Galeria Veste Sagrada. Rio de Janeiro, Brasil.
III Salão de Verão. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
1971 Salão de Verão. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
1967 Desenhos. Galeria Gead, Rio de Janeiro, Brasil.

prêmios / awards
1993 Prêmio Mário Pedrosa, Exposição do Ano, Associação Brasileira de Críticos de Arte, Brasil.
1990 Prêmio Brasília, Museu de Arte de Brasília, Brasil.
1986 Objetos e esculturas. Vídeo dirigido por Miguel Rio Branco, Prêmio Especial do Júri da Jornada de Cinema da Bahia e Prêmio Melhor Vídeo. Melhor Direção do Festival de Cinema e Vídeo do Maranhão, Brasil.
1973 Prêmio Anual de Viagem, Melhor Exposição, Associação Brasileira de Críticos de Arte, Brasil.
1967 Prêmio desenho, Galeria Gead, Rio de Janeiro, Brasil.

obras em espaços públicos / works in public spaces
2000 Momento de Fronteira. Município de Itapiranga, SC, Fronteira do Brasil com a Argentina.
1998 Parque das Esculturas. Museu de Arte Moderna da Bahia, Brasil.
1997 Espelho sem aço. Avenida Paulista, São Paulo, Brasil.
1996 Escultura para o Rio. Avenida Beira Mar, Rio de Janeiro, Brasil.
1994 Omkring. Leirfjord, Noruega. Projeto Skupturlandskap Nordland. Noruega.
1989 O Jardim Instantâneo. Parque do Carmo, São Paulo, Brasil.
1982 Formato Cego. Paseo de las Americas, Punta del Este, Uruguai.
1970 A lição. Cenário para peça de teatro. Conservatório Nacional do Teatro do Rio de Janeiro, Brasil.

Full curriculum

Waltercio Caldas, 1946, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Vive e trabalha [lives and works in] no Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

exposições individuais / solo exhibitions
2013 Waltercio Caldas: O Ar Mais Próximo e Outras Matérias. Pinacoteca de São Paulo, São Paulo, Brasil.
2010 Salas e Abismos. Museu da Vale, Vila Velha, Brasil.
2009 Esculturas. Galerie Grita Insam, Viena, Áustria.
Scultures et Desins. Galerie Denise René, Paris, França.
Salas e Abismos. Museu Vale, Vila Velha, Brasil.
2008 Horizontes. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.
Máis Lugares. Centro Galego de Arte Contemporánea, Santiago de Compostela, Espanha.
2007 Galeria Elvira Gonzalez. Madri, Espanha.
Galeria Artur Fidalgo, Rio de Janeiro, Brasil.
2006 Waltercio Caldas, Frases Sólidas. CEUMA. Centro Universitário Maria Antonia, São Paulo, Brasil.
2005 Waltercio Caldas. Galeria Denise René, Paris, França.
The Black Series. Christopher Grimes Gallery, Los Angeles, EUA.
2004 Esculturas e Desenhos. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
2003 Waltercio Caldas: desenhos. Artur Fidalgo Escritório de Arte, Rio de Janeiro, Brasil.
2002 Livros. Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil.
Livros. Pinacoteca do Estado, São Paulo, Brasil.
2001 Retrospectiva 1985/2000. Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil.
Retrospectiva 1985/2000. Centro Cultural Banco do Brasil, Brasília, Brasil.
Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
2000 Livros. Museu da Pampulha, Belo Horizonte, Brasil.
Esculturas. Galeria Celma Albuquerque, Belo Horizonte, Brasil.
Uma Sala para Velásquez. Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, Brasil.
Galeria Laura Marsiaj, Rio de Janeiro, Brasil.
1999 Sculptures. Christopher Grimes Gallery, Santa Monica, EUA.
Livros. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Livros. Casa da Imagem, Curitiba, Brasil.
1998 Mar Nunca Nome. Centro Cultural Light, Rio de Janeiro, Brasil.
Sculpture. Galerie Lelong, Nova York, EUA.
Esculturas. Galeria Paulo Fernandes, Rio de Janeiro, Brasil.
1997 New sculptures. Quintana Gallery, Miami, EUA.
Esculturas. Galeria Javier Lopes, Madri, Espanha.
1996 Anotações 1969/1996. Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil.
A História da Pedra. Museu da Chácara do Céu, Rio de Janeiro, Brasil.
1995 Esculturas e Desenhos. Joel Edelstein Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, Brasil.
Sculptures. Centre D’Art Contemporain, Genebra, Suíça.
1994 Esculturas. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
1993 O ar mais próximo. Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, Brasil.
1992 Sculpturen en Tekeningen. Stedelijk Museum, Schiedam, Holanda.
1991 Esculturas e desenhos. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
Sculpturen en Tekeningen. Kanaal Art Foudation, Kortrijk, Bélgica.
1990 Desenhos. Galeria de Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, Brasil.
Lekeningen. Pulitzer Art Gallery, Amsterdam, Holanda.
1989 Esculturas. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
1988 Esculturas. Funarte, Galeria Sérgio Milliet, Rio de Janeiro, Brasil.
Quatros Esculturas em Curva. Galeria Paulo Klabin, Rio de Janeiro, Brasil.
1986 Esculturas. Galeria Paulo Klabin, Rio de Janeiro, Brasil.
Esculturas. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
1984 Esculturas. Galeria GB Arte, Rio de Janeiro, Brasil.
1983 Instalação. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
1982 Esculturas. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
Instalação. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.
1980 Aparelhos. Galeria Luisa Strina, São Paulo, Brasil.
1979 Ping-Ping. Galeria Saramenha, Rio de Janeiro, Brasil.
Zero É Um. Projeto ABC/Funarte, Rio de Janeiro, Brasil.
1976 Objetos e desenhos. Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, Brasil.
1975 A Natureza dos Jogos. Museu de Arte de São Paulo, Brasil.
Esculturas e desenhos. Galeria Luisa Strina, São Paulo, Brasil.
1974 Narrativas. Galeria Luiz Buarque de Hollanda & Paulo Bittencourt, Rio de Janeiro, Brasil.
1973 Objetos e desenhos. Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, Brasil.

exposições coletivas / group exhibitions
2009 Weltanschauung – Visione del mondo. Art Fórum Wurth Capena, Roma, Itália.
Dentro do traço, mesmo. Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre, Brasil.
Matisse hoje / aujourd’hui. Pinacoteca do Estado de São Paulo Brasil.
Obranome II. Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro, Brasil.
Olhar da Critica (arte premiada da ABCA e o acervo artístico dos palácios). Palácio dos Bandeirantes, São Paulo, Brasil.
2008 Correspondences – Contemporary Art from the Colección Patrícia Cisneros. Wheaton, Norton Massachusetts, EUA.
Face to face. The Daros Collections, Zurique, Suiça.
Lines, Grides, Stains, Works. Museu de Arte Contemporânea de Serralves, Porto, Portugal.
Lines, Grides, Stains, Works. Museum Wiesbaden, Alemanha.
Estados de Imagem. Museo Victor Meirelles, Florianópolis, Brasil.
Sculpture. Galerie Denise René, Paris, França.
Luz, cor e movimento. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
Entre o plano e o espaço. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
2007 Half mirror sharp. 52ª Bienal Internacional de Veneza, Itália.
The Hours: Visual Art of Contemporary Latin America. Museu de Arte Contemporânea de Sidney, Austrália.
Transparências. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
Olhar Seletivo. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
2005 Experiências na Fronteira. Artistas do Gabinete de Arte Raquel Arnaud na 5ª Bienal do Mercosul. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
5a Bienal do Mercosul, Porto Alegre, Brasil.
Colección Cisneros, Museu Nacional de Belas Artes, Santiago do Chile, Chile.
Darus Collection, The Irish Museum. Irlanda.
2004 Beyond Geometry. Experiments in Form, 1940 – 70’s. Los Angeles County Museum of Art and Miami Art Museum, EUA.
The Nearest Air (City Light Award). Bienal da Coréia. Coréia.
Latin American and Caribean Art. Moma at El Museo, Nova York, EUA.
The L.A. Years. Christopher Grimes Gallery, Los Angeles, EUA.
2002 The Cisneros Collection. Museum of Modern Art, Nova York, EUA.
Transit. Latin American Art. University of Essex, Reino Unido.
2001 A Trajetória da Luz na Arte Brasileira. Instituto Itaú Cultural, São Paulo, Brasil.
Contemporary Art From Brasil – Experience / Experiência. Museum of Modern Art, Oxford, Inglaterra.
Minimalism Past and Presence. Galerie Lelong, Nova York, EUA.
2000 Brasil 500 Anos Artes Visuais. Fundação Bienal São Paulo, São Paulo, Brasil.
Técnica mista sobre papel. Galeria Thomas Chon, São Paulo, Brasil.
Projeto de Aquisição e Coleção de Obras. Museu da Gravura da Cidade de Curitiba, Brasil.
Novas Aquisições Coleção Gilberto Chateaubriand. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Global Conceptualism: Poits of Origin 1950’s-1980’s. Miami Art Museum, EUA.
Leituras construtivas. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
8 artistas. Silvia Cintra Galeria de Arte, Rio de Janeiro, Brasil.
Entre a arte e o design. Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil.
Icon + Grid + Void / Art of the Americas from The Chase Manhattan Collection. The Americas Society, Nova York, EUA.
IBEU / Sessenta anos de arte. Galeria IBEU, Rio de Janeiro, Brasil.
Uma história da pele / XII Mostra de Gravura da Cidade de Curitiba. Solar do Barão, Curitiba, Brasil.
Século XX: Arte do Brasil. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal.
1999 Porque Duchamp?. Paço da Artes, São Paulo, Brasil.
Amnesia. The Contemporary Arts Center, Cincinnati, Ohio, EUA e Biblioteca Luis Ángel Arango, Bogotá, Colômbia.
Aquisições Recentes. Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil.
Global conceptualism: points of origin 1950’s – 1980’s. Queens Museum of Art, Nova York e Walker Art Center, Minneapolis, EUA.
O objeto anos 60-90 cotidiano / arte. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e Instituto Cultural Itaú, São Paulo, Brasil.
Domestic Pleasures. Galerie Lelong, Nova York, EUA.
Ausência. Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil.
Impressões contemporâneas. Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil.
Waltercio Caldas, Cildo Meireles, Mira Schendel, Tunga. Christopher Grimes Gallery, Santa Monica, EUA.
Mostra Rio Gravura. Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil.
Re-Aligning Vision. Miami Art Museum, Miami, EUA.
1998 Amnesia. Galeria Track 16 e Christopher Grimes Gallery, Santa Monica, EUA.
Um Olhar Brasileiro. Haus der Kulturen der Welt, Berlim, Alemanha.
1997 A Série Veneza. 47a Bienal de Veneza, Itália.
Re-Aligning Vision. El Museo del Barrio, Nova York, EUA.
1996 Esculturas. 23a Bienal Internacional de São Paulo, Brasil.
1995 Brasil in New York. Galerie Lelong, Nova York, EUA.
Desafios Contemporâneos. Galeria PA Objetos de Arte, Rio de Janeiro, Brasil.
Dinheiro, Diversão e Arte. Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil.
11a Mostra de Gravura da Cidade de Curitiba, Brasil.
Drawing on Chance. Museum of Modern Art of Nova York, EUA.
1994 Brasil Século XX. Fundação Bienal de São Paulo, Brasil.
Arte com a Palavra. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Weltanschauung. Goethe Institute, Turin, Itália.
Entretexto. Universidade Federal Fluminense, Niterói, Brasil.
Livro-Objeto. A Fronteira dos Vazios. Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil.
Precisão. Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil.
Global Climate. Ludwig Forum für Internationale Kunst, Aachen, Alemanha.
Trincheiras. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Gravura Brasileira. Galeria GB Arte, Rio de Janeiro, Brasil.
Arte Cidade. Projeto da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, Brasil.
A Espessura do Signo. Karmeliter Kloster, Frankfurt, Alemanha.
Mapping. Museum of Modern Art, Nova York, EUA.
1993 Klima Global. Staatliche Kunsthalle, Colônia, Alemanha.
Latinamerikanische Kunst im 20. Jahrhundert. Josef Hanbrich Kunsthalle, Colonia, Alemanha.
Latin American Artists of the Twentieth Century. Museum of Modern Art, Nova York, EUA.
Gravuras. Espaço Namour, São Paulo, Brasil.
Two works. John Gibson Gallery, Nova York, EUA.
Poética. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
Desenho Moderno no Brasil. Galeria do SESI, São Paulo, Brasil.
Brasil: Segni d’Arte. Fundecione Stanpalia, Veneza, Itália.
Brasil: Segni d’Arte. Biblioteca Nazionale, Milão, Itália.
Brasil: Segni d’Arte. Biblioteca Nazionale, Florença, Itália.
Brasil: Segni d’Arte. Palasso Pamphili, Roma, Itália.
Out of Place. Vancouver Art Gallery, Canadá.
L’ordre des choses. Domaine de Kerguehennac, França.
A Presença do Ready-Made 80 anos. Museu de Arte Contemporânea, São Paulo, Brasil.
Arte Erótica. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Um Olhar sobre Joseph Beuys. Museu de Arte de Brasília, Brasil.
Emblemas do Corpo. Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, Brasil.
Brasil 100 anos de Arte Moderna. Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, Brasil.
1992 Klima Global – Arte Amazonas. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Artistas Latinoamericanos del Siglo Veinte. Plaza de Armas, Sevilha, Espanha.
Klima Global – Arte Amazonas. Museu de Arte de Brasília, Brasil.
Quatro Artistas na Documenta. Museu da República, Rio de Janeiro, Brasil.
Art Contemporain de L’Amérique Latine. Hôtel des Arts, Paris, França.
Artistas na Documenta. Museu de Arte de São Paulo, Brasil.
Brazilian Contemporary Art. Galeria do IBAC, Rio de Janeiro, Brasil.
Coleção Chateaubriand anos 60 e 70. Galeria de Arte do SESI, São Paulo, Brasil.
Exposição Internacional de Gravuras. Curitiba, Brasil.
Raum für den nächsten Augenblick. 9a Documenta, Kassel, Alemanha.
América. Koninklijk Musée Voor Schone Kunsten, Antuérpia, Bélgica.
1991 Imagem sobre Imagem. Espaço Cultural Sérgio Porto/RIOARTE, Rio de Janeiro, Brasil.
Festival de Inverno. Centro Cultural da Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil.
II Exposição Internacional de Esculturas Efêmeras. Fortaleza, Brasil.
O Clássico no Contemporâneo. Paço das Artes, São Paulo, Brasil.
América. Koninkjik Museum Voor Shone Kunsten, Antuérpia, Bélgica.
1990 Transcontinental. Ikon Gallery, Birmingham, Inglaterra.
Panorama do Desenho. Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil.
Transcontinental. Cornerhouse Gallery, Manchester, Inglaterra.
A Cor na Arte Brasileira. Paço das Artes, São Paulo, Brasil.
Art Los Angeles 1990. Los Angeles, EUA.
1989 Rio Hoje. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Caminhos. Rio Design Center, Rio de Janeiro, Brasil.
Nossos Anos 80. Galeria GB Arte, Casa de Cultura Laura Alvim, Rio de Janeiro, Brasil.
Desenho, Uma Geração. Galeria Graffiti, Bauru, Brasil.
10 Escultores. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
Arte em Jornal. 20a Bienal Internacional de São Paulo, Brasil.
1988 Expressão e Conceito Anos 70. Galeria Gilberto Chateaubriand, Rio de Janeiro, Brasil.
Modernidade. Museu de Arte São Paulo, Brasil.
Arte Hoje 88. Ribeirão Preto, Brasil.
Papel no Espaço. Galeria Aktuell, Rio de Janeiro, Brasil.
1987 Arte e Palavra. Fórum de Ciência e Cultura, Rio de Janeiro, Brasil.
A Ousadia da Forma. Shopping da Gávea, Rio de Janeiro, Brasil.
Imaginários Singulares. 19a Bienal Internacional de São Paulo, Brasil.
Elementos do Reducionismo no Brasil. 19a Bienal Internacional de São Paulo, Brasil.
Arte Imágica. Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, Brasil.
Modernidade. Musée d´Art Moderne de la Ville de Paris, França.
1985 Panorama da Arte Brasileira. Formas Tridimensionais. Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil.
A Nova Dimensão do Objeto. Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, Brasil.
Coleção Knijnik. Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Brasil.
Galeria Montessanti, Rio de Janeiro, Brasil.
Petite Galerie, Rio de Janeiro, Brasil.
12 Anos. Galeria Luisa Strina, São Paulo, Brasil.
Coleção Denison. Museu de Arte de São Paulo, Brasil.
1984 Universidade Católica do Rio de Janeiro, Brasil.
Abstract Attitudes. Center for Inter-American Relations, Nova York, EUA.
Arte Brasileira Atual. Universidade Federal Fluminense, Niteroi, Brasil.
Abstract Attitudes. Rhode Island Museum of Art, Providence, EUA.
I Bienal de Havana, Cuba.
Tradição e Ruptura. Museu de Arte de São Paulo, Brasil.
Do Moderno ao Contemporâneo. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Retrato e Auto-Retrato da Arte Brasileira, Coleção Gilberto Chateaubriand. Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil.
Artistas Contemporâneos Brasileiros. Galeria São Paulo, Brasil.
Artistas Brasileiros. Museu de Arte de São Paulo; Fundação Bienal de São Paulo, Brasil.
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, Portugal.
1983 3.000m2. Galpão Rioarte, Rio de Janeiro, Brasil.
A Velocidade. Sala especial na 17ª Bienal Internacional de São Paulo, Brasil.
Imaginar o Presente. Gabinete de Arte Raquel Arnaud, São Paulo, Brasil.
1982 International Sculptors Meeting. Punta del Este, Uruguai.
Do Moderno ao Contemporâneo. Coleção Gilberto Chateaubriand. Fundação Calouste Gubelkian, Lisboa, Portugal.
1981 Do Moderno ao Contemporâneo. Coleção Gilberto Chateaubriand. Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, Brasil.
Artista Contemporâneos Brasileiros. Galeria São Paulo, São Paulo, Brasil.
Arte e Pesquisa. Museu de Arte Contemporânea de São Paulo e Fundação Bienal de São Paulo, Brasil.
1977 Arte Brasileira – os anos 60-70. Coleção Gilberto Chateaubriand. Casarão de João Alfredo, Recife e Fundação Cultural do Distrito Federal, Brasília, Brasil.
1976 Arte Brasileira – os anos 60-70. Coleção Gilberto Chateaubriand. Museu de Arte da Bahia, Salvador, Brasil.
Raízes e Atualidades. Coleção Gilberto Chateaubriand. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil.
1975 Panorama do Desenho Brasileiro. Museu de Arte Contemporânea de Campinas, São Paulo, Brasil.
Novas Aquisições. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Art Graphique Brésilien. Musée Galiera, Paris, França.
1974 Desenhistas Brasileiros. Galeria Maison de France, Rio de Janeiro, Brasil.
Arte Gráfico Brasileño Hoy. Dirreción General de Bellas Artes, Barcelona, Espanha.
1973 Vanguarda Internacional. Galeria IBEU, Rio de Janeiro, Brasil.
O Rosto e a Obra. Galeria Grupo B, Rio de Janeiro, Brasil.
Indagação sobre a natureza, significado e função da obra de arte. Galeria IBEU, Rio de Janeiro, Brasil.
1972 Exposição Vergara. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
Galeria Veste Sagrada. Rio de Janeiro, Brasil.
III Salão de Verão. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
1971 Salão de Verão. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil.
1967 Desenhos. Galeria Gead, Rio de Janeiro, Brasil.

prêmios / awards
1993 Prêmio Mário Pedrosa, Exposição do Ano, Associação Brasileira de Críticos de Arte, Brasil.
1990 Prêmio Brasília, Museu de Arte de Brasília, Brasil.
1986 Objetos e esculturas. Vídeo dirigido por Miguel Rio Branco, Prêmio Especial do Júri da Jornada de Cinema da Bahia e Prêmio Melhor Vídeo. Melhor Direção do Festival de Cinema e Vídeo do Maranhão, Brasil.
1973 Prêmio Anual de Viagem, Melhor Exposição, Associação Brasileira de Críticos de Arte, Brasil.
1967 Prêmio desenho, Galeria Gead, Rio de Janeiro, Brasil.

obras em espaços públicos / works in public spaces
2000 Momento de Fronteira. Município de Itapiranga, SC, Fronteira do Brasil com a Argentina.
1998 Parque das Esculturas. Museu de Arte Moderna da Bahia, Brasil.
1997 Espelho sem aço. Avenida Paulista, São Paulo, Brasil.
1996 Escultura para o Rio. Avenida Beira Mar, Rio de Janeiro, Brasil.
1994 Omkring. Leirfjord, Noruega. Projeto Skupturlandskap Nordland. Noruega.
1989 O Jardim Instantâneo. Parque do Carmo, São Paulo, Brasil.
1982 Formato Cego. Paseo de las Americas, Punta del Este, Uruguai.
1970 A lição. Cenário para peça de teatro. Conservatório Nacional do Teatro do Rio de Janeiro, Brasil.