Mariannita Luzzati – Noturnos
mai - jun 2011


Mariannita Luzzati - Noturnos, 2011

Mariannita Luzzati
Noturnos, 2011

Os trabalhos realizados entre 2007 e 2011 trazem um pequeno panorama de series onde a paisagem noturna aparece como mote estrutural das obras.

O sublime, o silêncio e a espera se fundem com a escala nos trabalhos apresentados.
Mariannita vem participando de importantes mostras em museus e instituições no Brasil e exterior
Destacando: Pinacoteca do estado de São Paulo o Museu de Arte Moderna de São Paulo, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Museu de Arte Moderna da Bahia, Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, Museu de Arte Contemporânea de Curitiba, Palácio das Artes de Belo Horizonte e Museu Vale do Rio Doce de Vitória, Museu Nacional de Buenos Aires, Museum Of London, Haus Der Kulturen Der Welt em Berlim, Maison Saint Gilles em Bruxelas, entre outros.

Suas obras constam em importantes coleções nacionais e internacionais, dentre as quais a Fundação Itaú Cultural de São Paulo, a Fundação Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, a Fundação Cultural de Curitiba, a Fundação Padre Anchieta – TV Cultura em São Paulo, o Museu de Arte de Brasília, o Machida City Museum of Graphic Arts em Tóquio; Pinacoteca do Estado de São Paulo, Centro Cultural Dragão do Mar em Fortaleza, Musei Civici de Lecco e MIDA – Scontrone na Itália, British Museum de Londres , Essex Collection em Colcherter na Inglaterra, Accenture; Couldert Brothers; Credit Suisse First Boston; Halifax plc; Herbert Smith; Rexam plc de Londres; Usiminas, em Minas Gerais; Teodore Goddard, em Jersey e Pearson plc, em Nova York.

Desde 2010 Mariannita Luzzati vem realizando o projeto “Cinemúsica – Villa-Lobos e o Brasil” do qual é autora; uma vídeo instalação em diálogo com um recital de piano do pianista Marcelo Bratke que mostra as relações da natureza brasileira com a obra de Villa-Lobos. O projeto foi concebido para ser apresentado em penitenciárias brasileiras e foi lançado em 2010 com apresentações nas penitenciárias femininas do Butantã e Carandiru. Em 2011 o projeto será levado à 15 penitenciárias paulistas. Cinemúsica também foi apresentado em prestigiadas salas de concerto no exterior como o Broadfabrik em Frankfurt e o Queen Elizabeth Hall em Londres.