Projeto mezanino: João Castilho – Tempero
set - out 2010


Projeto mezanino: João Castilho - Tempero, 2010

Projeto mezanino: João Castilho
Tempero, 2010

Na série Tempero (2009) as fotografias de João Castilho mostram o resultado de uma operação: a intervenção com temperos – pimenta e açafrão – sobre um deserto de sal, na Bolívia. Um deslocamento que aproxima, gera uma semelhança, uma complementaridade, um encaixe. As imagens técnicas funcionam num limiar entre registro e obra e aparecem como suportes privilegiados dessas zonas de passagens entre um trabalho efêmero e um que resta. Os trabalhos do artista realizados a partir de intervenções na paisagem, iniciaram-se em 2008 com a série Linhas. São interferências que realiza exclusivamente para a câmera, apenas para serem fotografadas.

Segundo Castilho, nesses trabalhos é a própria paisagem ou a matéria dela que dá a resposta para as ações que realiza. “A pimenta e o açafrão usados no deserto vieram em complementaridade ao sal. O vermelho e o amarelo complementando e compondo com o branco e o azul” diz o artista.

São trabalhos que mantém uma forte relação com outros momentos da história da arte como a pintura e a land art. “Essas interferências são formas de ativar o vazio”, conclui Castilho.